Notícias

Home / Notícias / Férias x machucados: como cuidar das crianças para evitar lesões

Férias x machucados: como cuidar das crianças para evitar lesões

As férias são o momento mais esperado pelas crianças. Nesta época do ano, os pequenos têm mais tempo livre para se divertir, viajar e brincar. Não importa onde seja, em casa, no sítio ou na praia, as brincadeiras são diversas e a criatividade rola solta. E para que esses momentos sejam bem aproveitados, é importante que os cuidados com os possíveis machucados não sejam negligenciados e que os pais estejam atentos e saibam o que fazer caso ocorra algum acidente.

Todo cuidado é importante para evitar lesões, desde leves arranhões e machucados mais profundos, até acidentes mais sérios. As crianças devem receber atenção dos pais em todos os locais. Porém, existem alguns ambientes que costumam ser mais frequentados nas férias e são neles que os riscos aumentam. A dra. Anelisa Lamberti, dermatologista membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia e American Academy of Dermatology, comenta um pouco mais sobre eles:

Praia: o cuidado em relação à praia é bastante importante. Este é um local onde as crianças brincam mais expostas e, caso haja algum acidente como arranhão ou pequenos ferimentos, é fundamental não ter contato com a areia e a água do mar para evitar o surgimento de infecções mais graves no local.

Sítio: neste ambiente, o cuidado maior deve ser com a terra. Caso a criança se machuque brincando de subir nas árvores ou se arranhe nas plantas (comum em locais como esse) é essencial que não haja contato com a terra e que o ferimento seja tratado o quanto antes.

Parques: para evitar os riscos de acidente nos parques, os responsáveis devem ficar atentos às condições apresentadas pelos brinquedos e respeitar todas as restrições dos equipamentos, como altura e peso mínimo, assim como as contraindicações.

Casa: as brincadeiras também acontecem dentro de casa e não se pode esquecer que acidentes domésticos são muito comuns entre as crianças. Neste local, é preciso que os pais tomem cuidado em todos os ambientes, mas principalmente nos banheiros e cozinha. Escorregões por conta do piso molhado e pequenas queimaduras são alguns acidentes comuns dentro de casa.

Mesmo um ferimento leve deve receber atenção, evitando problemas de saúde mais graves, como uma infecção. Cuidados básicos e imediatos, como lavar o local com água e sabão, são fundamentais para limpar qualquer ferida. Em seguida, os responsáveis devem recorrer à caixa de primeiros socorros e, caso o machucado seja grave, é preciso procurar ajuda médica.

Dicas de como cuidar dos ferimentos

*Higienização do local - limpar o local até desaparecer qualquer sinal de sujeira ou corpo estranho, como terra ou grama. Para garantir a boa limpeza do machucado, deve-se secar a região higienizada e desinfetar com um agente antisséptico.

*Proteção do ferimento - os curativos são recomendados somente nos casos em que os ferimentos estão em locais sujeitos ao atrito, como a dobra do cotovelo ou a sola dos pés. A recomendação geral é deixar o ferimento aberto para que o local machucado se mantenha seco e a cicatrização aconteça de forma mais rápida.

*Respeitar as casquinhas - as casquinhas se formam sobre a pele machucada para protegê-la e caem espontaneamente. Por isso, não se pode deixar que a criança retire-as.

Dúvidas mais comuns sobre os cuidados com ferimentos

O que fazer quando o machucado está sangrando?

*Caso o sangramento seja pequeno, deve-se lavar a região com água limpa e sabão neutro. Depois, comprimir a região com uma gaze ou pano limpo, fazendo uma leve pressão no local por alguns minutos. Na maioria dos casos, o sangramento para após a compressão. Para proteger o machucado, pode-se utilizar uma gaze limpa e esparadrapo ao redor da lesão.

O que fazer quando o ferimento tem pus ou secreção amarelada?

*A saída de pus ou de secreção amarelada é forte indicador de que o ferimento está infectado por bactérias. Nesse caso, é preciso manter os cuidados de limpeza e tratar a infecção com uma pomada antibiótica para matar as bactérias causadoras da infecção. Caso, apesar do uso da pomada, a secreção esteja aumentando, haja surgimento de vermelhidão ao redor da lesão, aparecimento de febre ou piora da dor local, um médico deve ser consultado.

O que fazer quando a lesão é mais profunda?

*Lesões mais profundas e cortes mais extensos devem ser avaliados por um médico para decidir se há necessidade de realizar outros procedimentos, como dar pontos, por exemplo. De qualquer forma, a limpeza primária pode ser feita regularmente e, se for notada a presença de algum corpo estranho na ferida, deve-se procurar o médico imediatamente.

Fonte: Canal 2

Voltar